Notícias

Loading...

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

FOLHETO DE MISSA - 6º DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO B - 12/02/2012

FOLHETO DE MISSA
6º DOMINGO DO TEMPO COMUM – ANO B – 12/02/2012
(Verde, Glória, Creio, II Semana do Saltério)
Antífona da entrada: Sede o rochedo que me abriga, a casa bem definida que me salva. Sois minha fortaleza e minha rocha; para honra do vosso nome, vós me conduzis e alimentais (Sl 30,3-4).
Anim. Jesus não desconsidera a tradição da Lei mosaica, no entanto a supera com uma prática libertadora e inclusiva. Se antes o sinal das limitações do homem era o isolamento e a exclusão social, agora estas mesma limitações são motivos para estarmos no centro das ações da Igreja que tem a missão de continuar a prática do Senhor.
1. ABERTURA
Eis-me aqui, Senhor! / Eis-me aqui, Senhor! / Pra fazer tua vontade, pra viver do teu amor. / Pra fazer tua vontade, pra viver do teu amor: / Eis-me aqui, Senhor!
1. O Senhor é o Pastor que me conduz, / por caminhos nunca vistos me enviou, / sou chamado a ser fermento, sal e luz / e, por isso, respondi: aqui estou!
2. Ele pôs em minha boca uma canção, / me ungiu como profeta e trovador / da história e da vida do meu povo / e, por isso, respondi: aqui estou!
3. Ponho a minha confiança no Senhor, / da esperança sou chamado a ser sinal, / seu ouvido se inclinou ao meu clamor / e, por isso, respondi: aqui estou!
2. SAUDAÇÃO
P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. T. Amém.
P. O Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja convosco. T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.
3. ATO PENITENCIAL
P. No dia em que celebramos a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte, também nós somos convidados a morrer ao pecado e ressurgir para uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai. (Pausa) Confessemos nossos pecados: T. Confesso a Deus todo-poderoso / e a vós, irmãos e irmãs, / que pequei muitas vezes / por pensamentos e palavras, / atos e omissões, / por minha culpa, minha tão grande culpa. / E peço à Virgem Maria, / aos anjos e santos / e a vós, irmãos e irmãs, / que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor!
P. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. T. Amém.
P. Senhor, tende piedade de nós. T. Senhor, tende piedade de nós.
P. Cristo, tende piedade de nós. T. Cristo, tende piedade de nós.
P. Senhor, tende piedade de nós. T. Senhor, tende piedade de nós.
4. HINO DE LOUVOR
P. Glória a Deus nas alturas, T. e paz na terra aos homens por Ele amados. / Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso. / nós vos louvamos, nós vos bendizemos, / nós vos adoramos, nós vos glorificamos, / nós vos damos graças por vossa imensa glória. / Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, / Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. / Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. / Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. / Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, / só vós o Altíssimo, Jesus Cristo, / com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO
P. Oremos (silêncio): Ó Deus, que prometestes permanecer nos corações sinceros e retos, dai-nos, por vossa graça, viver de tal modo, que possais habitar em nós. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. T. Amém.
Anim. As leituras de hoje nos ensinam a acolher os que mais necessitam da intervenção misericordiosa de Deus para que a vida de sofrimento seja transformada em verdadeira alegria. Ouçamos.
6. PRIMEIRA LEITURA (Levítico 13,1-2.44-46)
Leitura do Livro do Levítico - 1O Senhor falou a Moisés e Aarão, dizendo: 2'Quando alguém tiver na pele do seu corpo alguma inflamação, erupção ou mancha branca, com aparência do mal da lepra, será levado ao sacerdote Aarão, ou a um dos seus filhos sacerdotes. 44Se o homem estiver leproso é impuro, e como tal o sacerdote o deve declarar. 45O homem atingido por este mal andará com as vestes rasgadas, os cabelos em desordem e a barba coberta, gritando: 'Impuro! Impuro!' 46Durante todo o tempo em que estiver leproso será impuro; e, sendo impuro, deve ficar isolado e morar fora do acampamento'. - Palavra do Senhor. T. Graças a Deus.
7. SALMO RESPONSORIAL (Salmo 31,1-2.5.11 - R.7)
Sois, Senhor, para mim, alegria e refúgio.
1.   1Feliz o homem que foi perdoado/ e cuja falta já foi encoberta! 2Feliz o homem a quem o Senhor não olha mais como sendo culpado,/ e em cuja alma não há falsidade!
2.   5Eu confessei, afinal, meu pecado,/ e minha falta vos fiz conhecer. Disse: 'Eu irei confessar meu pecado!'/ E perdoastes, Senhor, minha falta.
3.   11Regozijai-vos, ó justos, em Deus, e no Senhor exultai de alegria!/ Corações retos, cantai jubilosos!
8. SEGUNDA LEITURA (1Coríntios 10,31-11,1)
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios - Irmãos: 10,31Quer comais, quer bebais, quer façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus. 32Não escandalizeis ninguém, nem judeus, nem gregos, nem a igreja de Deus. 33Fazei como eu, que procuro agradar a todos, em tudo, não buscando o que é vantajoso para mim mesmo, mas o que é vantajoso para todos, a fim de que sejam salvos. 11,1 Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo. - Palavra do Senhor. T. Graças a Deus.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO
Aleluia! Aleluia! Aleluia ! Aleluia (bis)
Um grande profeta surgiu, / surgiu e entre nós se mostrou; / é Deus que seu povo visita, / seu povo, meu Deus visitou!
10. EVANGELHO (Marcos 1,40-45)
A lepra desapareceu e o homem ficou curado
P. O Senhor esteja convosco.
T. Ele está no meio de nós.
P. + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.
T. Glória a vós, Senhor.
P. Naquele tempo: 40Um leproso chegou perto de Jesus, e de joelhos pediu: 'Se queres tens o poder de curar-me'. 41Jesus, cheio de compaixão, estendeu a mão, tocou nele, e disse: 'Eu quero: fica curado!' 42No mesmo instante a lepra desapareceu e ele ficou curado. 43Então Jesus o mandou logo embora, 44falando com firmeza: 'Não contes nada disso a ninguém! Vai, mostra-te ao sacerdote e oferece, pela tua purificação, o que Moisés ordenou, como prova para eles!' 45Ele foi e começou a contar e a divulgar muito o fato. Por isso Jesus não podia mais entrar publicamente numa cidade: ficava fora, em lugares desertos. E de toda parte vinham procurá-lo. - Palavra da Salvação. T. Glória a vós, Senhor.
11. PROFISSÃO DE FÉ
P. Creio em Deus Pai todo-poderoso / T. criador do céu e da terra,/ e em Jesus Cristo seu único Filho, nosso Senhor, / que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; /nasceu da Virgem Maria;/ padeceu sob Pôncio Pilatos, / foi crucificado, morto e sepultado. / Desceu à mansão dos mortos; /ressuscitou ao terceiro dia, / subiu aos céus; / está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, / donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. / Creio no Espírito Santo; / na Santa Igreja Católica; / na comunhão dos santos; / na remissão dos pecados; / na ressurreição da carne; / na vida eterna. Amém!
12. ORAÇÃO DOS FIÉIS (Cf. Liturgia das Horas: 6ª Domingo do Tempo Comum - Laudes)
P. Demos graças a nosso Salvador, que veio a este mundo para ser Deus-conosco; e o aclamemos, dizendo: T. Cristo, rei da glória, sede nossa luz e alegria!
1. Senhor Jesus Cristo, luz que vem do alto e primícias da ressurreição futura, dai-nos a graça de vos seguirmos, para que, livres das sombras da morte, caminhemos sempre na luz da vida.
2. Mostrai-nos vossa bondade, refletida em todas as criaturas, para contemplarmos em todas elas a vossa glória.
3. Não permitais, Senhor, que hoje sejamos vencidos pelo mal, mas tornai-nos vencedores do mal pelo bem.
4. Vós, que no Jordão fostes batizado por João Batista e ungido pelo Espírito Santo, santificai todas as nossas ações deste dia com a graça do mesmo Espírito.
P. Deus onipotente e cheio de misericórdia, que, em vosso Filho, percorrestes os caminhos dos homens e libertastes de seus males vosso povo, ouvi a súplica da vossa Igreja e socorrei-nos sem demora. Por Cristo, nosso Senhor. T. Amém!
13. APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS
1. Bendito seja Deus Pai, / do universo criador, / pelo pão que nós recebemos, / foi de graça e com amor.
O homem que trabalha / faz a terra produzir. / O trabalho multiplica os dons / que nós vamos repartir.
2. Bendito seja Deus Pai, / do universo criador, / pelo vinho que nós recebemos, / foi de graça e com amor.
3. E nós participamos / da construção do mundo novo / com Deus, que jamais despreza / nossa imensa pequenez.
14. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS
P. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício seja aceito por Deus Pai todo-poderoso.
T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja.
P. Ó Deus, que este sacrifício nos purifique e renove, e seja fonte de eterna recompensa para os que fazem a vossa vontade. Por Cristo, nosso Senhor. T. Amém.
15. ORAÇÃO EUCARÍSTICA VI-D (Prefácio Próprio)
P. O Senhor esteja convosco.
T. Ele está no meio de nós.
P. Corações ao alto.
T. O nosso coração está em Deus.
P. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
T. É nosso dever e nossa salvação.
P. Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação, dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Pai misericordioso e Deus fiel. Vós nos destes vosso Filho Jesus Cristo, nosso Senhor e Redentor. Ele sempre se mostrou cheio de misericórdia pelos pequenos e pobres, pelos doentes e pecadores, colocando-se ao lado dos perseguidos e marginalizados. Com a vida e a palavra anunciou ao mundo que sois Pai e cuidais de todos como filhos e filhas. Por essa razão, com todos os Anjos e Santos, nós vos louvamos e bendizemos, e proclamamos o hino de vossa glória, cantando (dizendo) a uma só voz:
T. Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do universo! O céu e a terra proclamam a vossa glória. Hosana nas alturas! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas!
P. Na verdade, vós sois santo e digno de louvor, ó Deus, que amais os seres humanos e sempre os assistis no caminho da vida. Na verdade, é bendito o vosso Filho, presente no meio de nós, quando nos reunimos por seu amor. Como outrora aos discípulos, ele nos revela as Escrituras e parte o pão para nós.
T. O vosso Filho permaneça entre nós!
P. Nós vos suplicamos, Pai de bondade, que envieis o vosso Espírito Santo para santificar estes dons do pão e do vinho, a fim de que se tornem para nós o Corpo e o Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo.
T. Mandai o vosso Espírito Santo!
P. Na véspera de sua paixão, durante a última Ceia, ele tomou o pão, deu graças e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo: Tomai, todos, e comei: Isto é o meu corpo, que será entregue por vós. Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele, tomando o cálice em suas mãos, vos deu graças novamente e o entregou a seus discípulos, dizendo: Tomai, todos, e bebei: Este é o cálice do meu sangue, o sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos para remissão dos pecados. Fazei isto em memória de Mim. Eis o mistério da fé!
T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!
P. Celebrando, pois, ó Pai santo, a memória de Cristo, vosso Filho, nosso Salvador, que pela paixão e morte de cruz fizestes entrar na glória da ressurreição e colocastes à vossa direita, anunciamos a obra do vosso amor até que ele venha e vos oferecemos o pão da vida e o cálice da bênção. Olhai com bondade para a oferta da vossa Igreja. Nela vos apresentamos o sacrifício pascal de Cristo, que vos foi entregue. E concedei que, pela força do Espírito do vosso amor, sejamos contados, agora e por toda a eternidade, entre os membros do vosso Filho, cujo Corpo e Sangue comungamos.
T. Aceitai, ó Senhor, a nossa oferta!
P. Senhor Deus, conduzi a vossa Igreja à perfeição na fé e no amor, em comunhão com o nosso papa Bento, o nosso bispo (...), com todos os bispos, presbíteros e diáconos e todo o povo que conquistastes.
T. Confirmai o vosso povo na unidade!
P. Dai-nos olhos para ver as necessidades e os sofrimentos dos nossos irmãos e irmãs; inspirai-nos palavras e ações para confortar os desanimados e oprimidos; fazei que, a exemplo de Cristo, e seguindo o seu mandamento, nos empenhemos lealmente no serviço a eles. Vossa Igreja seja testemunha viva da verdade e da liberdade, da justiça e da paz, para que toda a humanidade se abra à esperança de um mundo novo.
T. Ajudai-nos a criar um mundo novo!
P. Lembrai-vos dos nossos irmãos e irmãs (...), que adormeceram na paz do vosso Cristo, e de todos os falecidos, cuja fé só vós conhecestes: acolhei-os na luz da vossa face e concedei-lhes, no dia da ressurreição, a plenitude da vida.
T. Concedei-lhes, ó Senhor, a luz eterna!
P. Concedei-nos ainda, no fim da nossa peregrinação terrestre, chegarmos todos à morada eterna, onde viveremos para sempre convosco. E em comunhão com a bem-aventurada Virgem Maria, com os Apóstolos e Mártires, (...) nosso padroeiro e todos os Santos, vos louvaremos e glorificaremos, por Jesus Cristo, vosso Filho. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.
T. Amém!
16. RITO DA COMUNHÃO
P. Guiados pelo Espírito de Jesus e iluminados pela sabedoria do Evangelho, ousamos dizer: T. Pai nosso que estais nos céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos daí hoje, perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.
P. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda de Cristo salvador. T. Vosso é o Reino, o poder e a glória para sempre.
P. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos apóstolos: eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós, que sois Deus, como Pai e o Espírito Santo. T. Amém.
P. A paz do Senhor esteja sempre convosco. T. O amor de Cristo nos uniu.
P. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.
T. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.
Antífona da comunhão: Eles comeram e beberam à vontade; o Senhor satisfizera os seus desejos.
P. Provai e vede como o Senhor é bom; feliz de quem nele encontra seu refúgio. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.
T. Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo!
17. CANTO DE COMUNHÃO
1. Cantar a beleza da vida, / presente do amor sem igual: / missão do teu povo escolhido. / Senhor, vem livrar-nos do mal.
Vem dar-nos teu Filho, Senhor, / sustento no pão e no vinho, / e a força do Espírito Santo, / unindo o teu povo a caminho!
2. Falar do teu Filho às nações, / vivendo como ele viveu: / missão do teu povo escolhido. / Senhor, vem cuidar do que é teu!
3. Viver o perdão sem medida, / servir sem jamais condenar: / missão do teu povo escolhido. / Senhor, vem conosco ficar!
4. Andar os caminhos do mundo, / plantando teu reino de paz. / Missão do teu povo escolhido. / Senhor, nossos passos refaz!
5. Fazer deste mundo um só povo, / fraterno, a serviço da vida: / missão do teu povo escolhido. / Senhor, vem nutrir nossa lida!
18. ORAÇÃO APÓS A COMUNHÃO
P. Oremos (silêncio): Ó Deus, que nos fizestes provar as alegrias do céu, dai-nos desejar sempre o alimento que nos traz a verdadeira vida. Por Cristo, nosso Senhor. T. Amém.
19. ALMA DE CRISTO
Alma de Cristo, santificai-me / Corpo de Cristo, salvai-me / Sangue de Cristo, inebriai-me / Água do lado de Cristo, purificai-me / Paixão de Cristo, confortai-me / Ó bom Jesus, escutai-me / Dentro de vossas chagas, escondei-me / Não permitais que me separe de vós / Do espírito maligno, defendei-me / Na hora da morte, chamai-me, e mandai-me ir para vós, para que com vossos santos vos louve, por todos os séculos dos séculos. Amém!
20. BÊNÇÃO E DESPEDIDA
P. O Senhor esteja convosco.
T. Ele está no meio de nós.
P. Que Deus todo-poderoso vos livre sempre de toda adversidade e derrame sobre vós as suas bênçãos.
T. Amém.
P. Torne os vossos corações atentos à sua palavra, a fim de que transbordeis de alegria divina.
T. Amém.
P. Assim, abraçando o bem e a justiça, possais correr sempre pelo caminho dos mandamentos divinos e tornar-vos coerdeiros dos santos.
T. Amém.
P. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
T. Amém!
P. A alegria do Senhor seja a vossa força; ide em paz, e o Senhor vos acompanhe.
T. Graças a Deus.
21. CANTO FINAL
Paz, paz de Cristo! / Paz, paz que vem do amor / te desejo irmão
Paz que é felicidade / de ver em você / Cristo nosso irmão!
1. Se algum dia na vida,/ você de mim precisar,/ saiba que sou seu amigo,/ pode comigo contar.
O mundo dá muitas voltas/ agente vai se encontrar,/ quero na volta da vida a sua mão apertar.
LEITURAS da Semana de 13 a 19 de Fevereiro de 2012
2ª-: Tg 1,1-11; Sl 118, 67. 68. 71. 72. 75. 76 (R. 77a); Mc 8,11-13
3ª-: Tg 1,12-18; Sl 93,12-13a. 14-15. 18-19 (R. 12a); Mc 8,14-21
4ª-: Tg 1,19-27; Sl 14 (15), 2-3ab. 3cd-4ab. 5 (R. 1b); Mc 8,22-26
5ª-: Tg 2,1-9; Sl 33,2-3. 4-5. 6-7 (R. 7a); Mc 8,27-33
6ª-: Tg 2,14-24.26; Sl 111 (112),1-2. 3-4. 5-6 (R. Cf. 1b); Mc 8,34−9,1
Sábado-: Tg 3,1-10; Sl 11,2-3. 4-5. 7-8a (R. 8a); Mc 9,2-13
Domingo (7º TC)-: Is 43,18-19.21-22.24b-25; Sl 40,2-3.4-5.13-14 (R. 5b); 2Cor 1,18-22; Mc 2,1-12

Nenhum comentário:

Postar um comentário